“O Outro Lado do Paraíso”: Sem vontade de continuar vivendo, Beth será salva por Mercedes

Alguns dias depois de fazer a doação de rim para sua filha, Beth continuará sofrendo muito com a rejeição de Adriana, diante disso, Beth perderá a vontade de viver em “O Outro Lado do Paraíso”.

Percebendo que sua mãe está com a saúde muito frágil, Clara levará Beth para casa e pedirá a ajuda da sensitiva Mercedes para salvar a vida dela. “Dona Mercedes, minha mãe está aqui. Ela veio aqui para te ajudar”, anunciará a vingativa. “Nossa! A senhora está aqui? Veio de tão longe. Não precisava”, dirá Beth.

Mercedes se sentará ao lado de Beth. “A Clara me explicou tudo, você doou um rim”, falará a vidente. “Doei para minha filha, Dri. Sem esse rim, ela não iria sobreviver”, responderá Beth. “Você fez o que todas nós, mãe, avós, mulheres fazemos. Damos um pedaço de nós para quem amamos. Mas agora tá difícil”, lamentará a sábia senhora.

“Eu acho que não vou sobreviver”, confessará ela. “Eles falaram comigo…. Eles me ensinaram a preparar um remédio para você. Isso vai te ajudar a se recuperar. Tá aqui. Você tem que tomar só uma colher por dia. É um remédio abençoado”, afirmará a vidente.

Mesmo diante da boa vontade de Mercedes, Beth não se mostrará animada com a notícia. “Não sei se vai adiantar. Dona Mercedes, eu vim no mundo para salvar a vida das minhas duas filhas. A primeira foi a Clara, quando conseguiu fugir do hospício… Eu nem sabia que ela era minha filha, mas a salvei”, lembrará Beth.

“Meu coração agradece. Eu amo a Clara foi uma filha. É neta do Josafá, meu companheiro”, dirá Mercedes. “Minha outra filha eu precisei abandonar quando ainda era uma criança. Eu fui muito ingênua, fui pressionada pelo meu falecido sogro, caí em uma grande armadinha”, contará ela.

Durante a conversa, Beth lembrará do seu reencontro com Dri durante o seu julgamento. “Ela ficou do meu lado até o fim, me defendeu. Depois, não quis nenhum tipo de aproximação. Me culpa pela morte do avô que ela tanto adorava. Dona Mercedes, eu dei meu rim como um último gesto de amor. Agora já posso partir”, falará Beth.

“Você não precisa partir”, afirmará Mercedes. “Eu não tenho mais nada para fazer aqui. Eu só carrego um coração muito ferido. Não tenho mais vontade… a senhora me entende”.

“Claro que entendo, minha filha. Toma o remédio, só uma colher em jejum. Todo dia. Agora eu vou te abençoar. Logo você verá que tem motivos para viver, fique em paz”, afirmará dona Mercedes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *