“O Outro Lado do Paraíso”: Odair desmaia ao flagrar Nádia e Gustavo na cama

Nádia já se revelou ser uma mulher muito fogosa entre quatro paredes, por isso, a dondoca ficará cansada do desânimo de Odair na cama. Sendo assim, ela vai voltar a procurar seu ex-marido em “O Outro Lado do Paraíso”.

Durante o expediente, Nádia vai fingir estar indisposta e falará para o bonitão que vai para casa descansar. “Nádia, eu te acompanho. Não quero que você fique sozinha”, dirá seu auxiliar no salão.

“Imagine. Olhe como o salão está cheio, Odair. Se você sair vai fazer falta. Não fique preocupado, eu pego um táxi pra não ter que dirigir. Chego em casa rapidinho”, disfarçará ela.

O que o bonitão nem imagina é que ela irá diretamente para a casa só para se encontrar com seu ex-marido. “Bebê, você veio”, dirá Gustavo. “Olha aqui, você nem imagina a quantidade de clientes que deixei no salão para vir até aqui”, afirmará Nádia.

“Já não está quase no fim do expediente? ”, perguntará o ex-juiz. “Não. Ampliamos o horário para algumas horas da noite. Tem muita cliente que trabalha fora e que precisa de um tempinho para ir ao salão. Ainda bem. Deu pra mim sair um pouquinho, meu pônei”, dirá Nádia, comemorando a presença de Gustavo.

“Então vem aqui, não vamos perder tempo, Bebê”, falará o juiz aposentado. “Não vamos perder tempo, meu Pônei”, concordará Nádia.

Odair ficará muito preocupado com Nádia, por isso pedirá para que seus amigos segurem as pontas no salão para ele ir cuidar da mulher. O bonitão passará em uma loja, comprará flores e seguirá para a casa. Ele entra e já dá de cara com Nádia e Gustavo: “Upa upa cavalinho. Upa, meu pônei”. Gustavo demostra estar se deliciando com a situação e a mulher fogosa exige: “Ergue as patas”.

Muito surpreso com a situação, Odair decidirá surpreender o casal. “Nádia… senhor juiz”, dirá ele. “Rapaz, não sou mais juiz em exercício. Estou aposentado”, protestará Gustavo.

“Odair, não é nada do que você deve estar pensando”, defende-se a dondoca. “Olha, eu nem sei o que to pensando. To passado. De queixo caído. Misericórdia”, dirá ele, que desmaia em seguida.

“Ele desmaiou, meu Pônei”, falará Nádia. “Olha o tamanho desse homem para desmaiar assim. Eu é que estou de queixo caído”, desdenhará Gustavo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *