Nádia faz revelação bombástica após DNA do neto negro, em “O Outro Lado do Paraíso”.

Nádia surpreenderá seus familiares ao contar que tem antepassados negros no capítulo que irá ao ar nesta terça-feira (27). Ao pegar o resultado do teste de DNA do seu neto, a racista revelará que ela e seu ex-marido, também têm antepassados negros na família.

“Não pode ser”, esbravejará Nádia, ao abrir o envelope com o resultado positivo. “Mas… Não entendo”,falará Gustavo. “Que tá escrito aí que vocês não falam nada”, questionará Diego. “O resultado é positivo”,avisará Elder, obstetra que realizou o parto da jovem. “Não temos dúvidas. O filho é realmente seu, Diego”, comentará Bruno.

O pai da criança perguntará como pode ter tido um filho negro, se a mãe da criança é loira. “Esse teste de DNA está com o resultado errado”, berrará Nádia. “Está errado coisa nenhuma. Eu sempre falei que a criança é do Diego. Goste ou não, vai ter que registrá-lo no seu nome”, afirmará Karina.

Samuel também estará presente. “Se quiser refaço o teste, mas terá o mesmo resultado, Nádia. O bebê é o seu neto. Em muitas famílias, por exemplo, todos têm olhos castanhos. De repente nasce alguém como os olhos azuis. Se estou tentando te explicar que talvez vocês tenham antepassados negros. Seu marido ou você”, revelará o médico.

Com vergonha, Gustavo contará que tinha uma bisavó índia e uma avó negra. “Nós, brasileiros, temos todos os tipos de humanos no sangue”, comentará o juiz. “Negra, Gustavo? Por que nunca me contou isso? ”, indagará Nádia. “Bebê, sempre foi tão racista”, responderá Gustavo. “Eu nunca fui racista”, retrucará ela.

O médico explicará que a criança tem várias características afrodescendentes. “Não sei se uma avó seria suficiente para explicar”, dirá Elder. “Meu avô”, contará Nádia. “Eu tinha um bisavô negro”, perguntará Diego.

“Negro, negro… Eu não conheci muito bem seu bisavô, ele morreu cedo, mas pelas fotos… Eu tive uma prima que era bem café com leite. Mas eu mal veja essa prima, nem lembrava dela”, revelará Nádia.

“Então está explicado. O bebê reuniu as características de seus avôs. E quem sabe de parte dela também”,observará Samuel, olhando para Karina.

“Talvez sim. Eu nem sei o que dizer. Mesmo sendo tão branca, nada impede que eu tenha familiares negros, meu primo tem cabelo crespo”, dirá Karina. “Se a criança é realmente meu filho, eu assumo”, afirmará Diego.

Mesmo não aceitando muito bem a criança, Nádia notará que Karina não sabe cuidar do bebê, por isso acabará ficando muito apegada ao neto.

Aos poucos, o cuidado se transformará em amor, e ela deixará o racismo de lado e assumirá a criação do seu neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *