Homem Mata Mulher a Pancadas Filma e Mostra para Amigos

Um homem russo foi condenado a 16 anos de prisão depois de ter deixado a mulher, Anastasia Oviannikova, em coma após uma série de episódios de violência doméstica. Anastasia, de 28 anos, acabou por morrer no hospital na sequência da última agressão, que foi filmada pelo companheiro. Segundo os documentos judiciais, Maxi Gribanov, agredia Anastasia várias vezes ao dia e aumentou o nível de violência nas agressões quando a mulher lhe disse que o queria deixar.

O russo tinha por hábito filmar as sessões de violência doméstica e fotografar Anastasia cheia de nódoas negras. Depois enviava as fotos e os vídeos aos amigos, escrevendo frases como “Eu tenho-a sob o meu controlo”.

As imagens, mostradas em tribunal, mostram Anastasia com o corpo completamente coberto de hematomas. Quando foi levada ao hospital e ficou em coma. A mulher apresentava várias hemorragias internas e osso partidos nas pernas, braços, costelas e crânio. Na sequência das agressões ficou em coma e acabou por morrer, seis dias depois.

“Ela era uma mulher cheia de esperança e este homem destruiu-lhe a vida. Ele devia ser tratado na prisão da mesma maneira que a tratou. Ela ainda acreditava no amor e tinha conhecido alguém novo, estava a tentar ganhar coragem para deixar o marido violento, que até a obrigou a despedir-se do trabalho por ciúmes”, relata uma amiga de Anastasia.

A família da mulher também era ameaçada pelo homem, que jurava que os agredia se denunciassem o caso à polícia. Em tribunal, o suspeito declarou-se culpado mas alegou ter as suas razões paras as violentas agressões a que sujeitava a mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *